Vários cargos abertos. E agora como escolher o melhor?

Muitos concursos abertos, muitos ainda previstos para sair em breve. Ai pinta aquela dúvida de qual concurso concorrer? Qual cargo escolher?

Para piorar a situação saiu aquela vaguinha para a área que você gosta de trabalhar e faz seu coração bater mais forte e vibrar. Mas também abriu o dobro de vagas para outro com remuneração  bem maior que chega encher os olhos, mas não é uma área que gosta tanto. Mais uma dúvida cruel, fazer o que gosta ou ganhar melhor?

Fiz esse post pensando em você! Pois tenho observado que muitas pessoas tem optado por concurso público apenas porque almeja alcançar a estabilidade, outros desejam mesmo trabalhar na área pública, mas na hora de escolher a vaga para concorrer, por influencia social ou familiar, escolhem a de maior remuneração, independente da afinidade com a função que terão de exercer.

Talvez você esteja pensando em que não há nada de errado escolher o cargo de maior remuneração. E você não está errado, porém podemos relembrar Pirâmide das Necessidades desenvolvida por Abraham Maslow a qual no topo mostra que a motivação está nos desafios que o trabalho proporciona, não em sua recompensa financeira. E outras palavras, enquanto para alguns disputar uma luta no UFC por 1 milhão de dólares é um desafio, outros não entrariam no octógono nem pelo dobro do valor.

Sei que não é simples decidir, mas pare e pense, quando você escolhe concorrer uma vaga essa decisão foi realmente sua? Ou sua escolha é fruto dos sonhos, desejos e opiniões das pessoas com quem mais convive?

Meu intuito não é te colocar sozinho nas escolhas, nem ser uma pessoa egoísta que só pensa em si mesma, mas quero te motivar a se questionar, a questionar suas verdadeiras motivações, se a área pública que escolheu foi uma escolha alinhada com o que você é e deseja ser. Se sua escolha representa seu sonho  ou uma etapa dele.

E se está em dúvida, às vezes é preciso  escutar o que diz o seu coração. Mas quem estuda deve agir pela razão não é? Nem sempre, também é importante escutar o oração, pois ele pensa e fala.

A matéria “O coração também tem neurônios” do site A Mente é Maravilhosa,relata que a Neurociência descobriu a existência de cerca de 40 mil neurônios no coração, e o mais impressionante, ele também é responsável por controlar nossas emoções.

Que loucura tudo isso, mas é verdade, é ciência. Talvez de cara você não acredite, nem mesmo consiga escutar a voz do seu coração. É mais comuns o coração ser abafado pela voz de tudo  e todos que nos circundam.  Temos a mania de sempre viver os extremos, escutamos exageradamente a opinião dos outros, ou tomamos decisões pautadas somente no nosso achismo. Tanto um quanto o outro são prejudiciais para nossa carreira e nossa inteligência.

O balanceamento entre razão e coração deve ser sempre o princípio de nossas escolhas.

Por fim, tome cuidado para que em um embalo inconsciente acabe por tomar para si os sonhos dos outros (pais, cônjuge, amigos, mentores etc.) ou decidir baseado em telejornais sensacionalistas. Sempre vale pesquisar um pouco mais. Sempre vale parar  refletir e se conectar com seu coração.

Quando optamos por um sonho que realmente é nosso fica muito, mais muito mais fácil mesmo, motivar-se todos os dias para continuar trilhando o caminho rumo à aprovação.

Bons Estudos

Por: Daniela Valesca e Prof. Marlon Souza.