Sobre

Por que Do Zero à Aprovação?

É porque esse nome representa minha jornada em concursos públicos. Talvez represente a sua também, que vê em um cargo público seu trampolim para uma vida melhor.

E quem sou eu?

Sou Professor Marlon Souza, fundador aqui do Site/Blog Do Zero à Aprovação e do Método Acelere 2.0 para Concursos públicos.

Esses projetos sugiram de um sonho antigo, ajudar as pessoas mais pobres a mudarem de vida. O conhecimento me tirou de uma vida na linha da pobreza, e qualquer pessoa, independente do estado que ela se encontra hoje, aplicando as técnicas e estratégias de estudo pode mudar de vida também.

Se eu que tinha dificuldades para aprender, e ainda pouquíssimo acesso a informações relevantes consegui, imagine você que tem o poder da internet nas mãos.

Nasci em uma família modesta, na pequena Comodoro, no Estado do Mato Grosso, próxima a divisa com o Estado de Rondônia. Nossa mãe trabalhava como empregada doméstica para sustentar eu e meus 5 irmãos.

Meus irmãos mais velhos começaram a trabalhar muito jovens para auxiliar financeiramente nossa família, sou muito grato a eles, pois foram fundamentais para que eu pudesse me manter na escola.

Tivemos uma infância pobre de recursos, porém rica em motivos para sermos felizes.

Quando meus pais se separaram tinha apenas 5 anos.

Aos 6 anos sofri com uma anemia intensa que me obrigou a viver durante os dois anos seguintes mais tempo no hospital do que em casa.  Só comecei a frequentar a escola com 8 anos de idade.

Logo, você vai entender que mesmo com todas essas dificuldades iniciais em minha vida, tinha tudo para desistir, no entanto, continuei firme mesmo diante dos obstáculos. 

Aos 11 anos também comecei a trabalhar como limpador de piscina, desde então, passei a conciliar estudo e trabalho, a diferença é que hoje trabalho com o que gosto e sou bem pago para isso.

Mas de forma alguma me envergonho dos trabalhos antigos, eles salvaram-me da miséria e garantiram-me recursos para continuar estudando e crescendo. Falando de estudo, minha educação básica foi completa em escolas públicas.

Aos 19 anos passei no Vestibular da Universidade Federal de Rondônia para o curso de Pedagogia. Aos 21 foi convocado (atrasado) para o serviço militar obrigatório.

O serviço militar foi uma das melhores coisas que aconteceram na minha vida, gostei tanto que permaneci na Força Área Brasileira por 8 anos.

Na Força Aérea fui aprovado nos concursos para de Soldado de Primeira Classe, no qual fui primeiro colocado e para a graduação de Cabo, no qual fiquei com a segunda vaga.

Foi nesse tempo, aos 25 anos, que comecei a estudar para concursos, conclui o curso técnico em Administração no Instituto Federal de Rondônia e voltei para a faculdade terminar o curso superior.

Com um ano e meio estudando de qualquer jeito consegui classificações e apenas 2 aprovações, no final da fila, em concursos de nível médio: Agente Administrativo da SUPEL, Agente de Gestão e Negócios da Caerd e Soldado da Polícia Militar, todos em Rondônia.

Mas as coisa mudaram, quando descobri que as técnicas de estudo através de um amigo que me apresentou uma aula do Prof. Pierluiggi Piazzi.

Com seis meses estudando com técnicas de estudo passei para o cargo de Analista em Pedagogia do DETRAN-MT, estudei focado para esse concurso cerca de dois meses, conseguindo em pouco tempo a primeira colocação, com a concorrência de 153/1.

No mesmo período estava concluindo minha graduação em pedagogia, por incrível que pareça, mesmo estudando para o concurso, fiz sem desespero o TCC e mantive uma qualidade de vida social razoável.

E nesses últimos 4 anos venho aprimorando todas as técnicas,  tudo que coloquei e ainda pratico resulta no projeto “Do Zero à Aprovação”, site e curso para ajudar os concurseiros a realizarem o sonho da posse.

Em 2017, decidido a me testar, voltei a prestar concursos públicos, escolhi o da SEDUC-MT/2017 para o cargo de Professor de educação básica – Pedagogo, esse concurso representou um verdadeiro desafio.

Não só pelo tempo que estava parado sem estudar para concursos, mas também pelo nível e complexidade das 4 fases do certame, além da exigência de um grau mínimo e nota de corte para seguir de uma fase para outra.

Fazer essa prova também foi uma forma de motivar meus alunos a confiarem em si mesmos e nos seus sonhos.

Mais uma vez, sai vitorioso, graças a Deus e a metodologia Do zero à aprovação que venho desenvolvendo. Não só eu, mas boa parte dos meus alunos.

Bom meu amigo (a) esse é um pedacinho da minha história, um pedacinho bem pequeno mesmo, passei por muitas lutas e discriminação.

Mas decidi ser a diferença, não ser uma vítima da sociedade para ser autor da minha própria história. Se eu estou conseguindo, tenho certeza que você também consegue.

Gostou de conhecer um pouco sobre Mim?
 
Então faz assim, deixe eu comentário abaixo, queria também te conhecer e saber dos seus desafios, conte para mim?
 
Ou faça uma pergunta, minha alegria é pode contribuir com sua tão desejada Aprovação.
E para isso, não medirei esforços, então vamos juntos nessa jornada e conte comigo sempre, combinado? 
 
Te aguardo nos comentários
Forte Abraço!