Disciplina nos estudos a prova de bala!

Nem sempre é fácil ter disciplina nos estudos, não é mesmo? Por isso, hoje quero contar um caso engraçado na minha vida de concurseiro, que colocou meu foco e disciplina a prova, para te inspirar na sua jornada.

Talvez assim como eu, na sua solidão de estudante, sempre há alguém rondando nossos pensamentos, arrancando nossos melhores suspiros.

Bom, isso aconteceu comigo na época da faculdade, tinha um amor platônico que me fazia se perder nas explicações.  Ela era a 10/10 da sala, e eu, o Nerd.

E foi por esse sentimento filosófico que minha disciplina nos estudos foi provada, leia a história e você vai entender como passei por essa prova

Se você já passou dos 40 esse termo 10/10 pode te soar muito estranho, mas ele surgiu na época da faculdade para designar aquela pessoa 10 em Inteligência, 10 em simpatia… não precisamos falar de beleza, pois gente inteligente e simpática já é linda por natureza.

Confesso que muitas vezes minha motivação de ir para a faculdade ela, a 10/10, pois tinha dia que o cansaço era grande e só o diploma não ero o suficiente para me motivar.

E graças a Deus tinha essa motivação, pois talvez não conseguisse concluir aquele semestre por carga excessiva de trabalho.

E logo nas primeiras semanas seu grupo de estudo me abraçou como membro. Fazíamos os trabalhos juntos. Sempre gostei de estar com pessoas inteligentes.

Esse amor platônico não surgiu no segundo semestre. Como eu tinha trancado meu curso por 1 ano, voltei a estudar na turma da 10/10.

Como o grupo estava enorme os professores exigiram uma divisão, e foi assim que acabei ficando no grupo menor com a 10/10 e nos tornamos mais amigos.

No começo éramos mesmo, bons amigos, minha cabeça era só estudar e trabalhar. Tinha recém passado por uma desilusão amorosa e não estava querendo nem saber de compromisso com ninguém.

E a 10/10 tinha compromisso sério com os estudos e com o namorado. Por isso, esses pensamentos amorosos nem rondavam minha cabeça.

Só que com o passar dos meses, nosso grupo foi ficando mais unido, nos reuníamos uma vez por semana fora da faculdade para fazermos trabalhos ou para tirarmos um tempo juntos.

E nesse meio tempo, a 10/10 ficou solteira também, só lembro que no dia que escutei isso, meu cérebro passou a vê-la diferente!

Recebi a notícia como quem recebe surpreso a publicação de um edital com aquela vaga que você nem imaginava que surgiria tão cedo.

E o concurseiro deve estar preparado para essas surpresas boas, mas não era o meu caso naquela época, por mais que o desejo era de conquistá-la.

Por isso, guardei esse sentimento dentro do meu coração, apesar que todos do grupo já percebiam essa minha mudança de intenção, então, as piadas começaram a surgir.

Alguns até apoiavam, outros me consideravam feio demais para ela, apesar de isso ser triste, também me considerava inapto para a vaga.  

Havia uma prova Entre NÓS

Disciplina nos estudos

Nessa época estava concorrendo a vaga de soldado de primeira classe (S1) da Força Aérea Brasileira, um concurso que me garantiria trabalho pelos próximos 4 anos.

Então, só ia nas reuniões do grupo da faculdade quando era para fazer trabalhos. Já não saía mais para curtir um boliche, filme, X-porcaria e outras coisas divertidas que fazíamos juntos.

Ou seja, fui ficando cada vez mais longe do meu lindo amor platônico pela 10/10.  O sorriso dela alegrava meu dia. Eu apaixonado e ela vivia um romance de idas e vindas com outra pessoa (risos).

Só que na minha cabeça eu não tinha chances nenhuma com ela, por isso o negócio era estudar. Ao menos o concurso garantiria uma tranquilidade financeira nos próximos anos.

Além de uma geladeira abastecida, isso também significava a continuidade na faculdade e na aquisição de melhores materiais para outros concursos.

Nessa época também comecei a fazer algumas missões em outras localidades de responsabilidade do meu Destacamento, ficando até 40 dias fora de casa.

Pausa…. Caro concurseiro, se você está lendo essa história e ainda não me conhece, fui militar das Força Aérea Brasileira por 8 anos.

Por causa dessas missões tive de trancar o curso, assim também, ficando sem contato com a 10/10. A galera do grupo ainda me convidava para as reuniões, mas como sempre ou estava estudando ou trabalhando.

Só que numa segunda-feira muito fria, faltando apenas 6 dias para minha prova, uma amiga me ligou, convidando-me para sair.

Eu disse que estava estudando e ela falou suavemente: só vai eu e a 10/10, ela pediu para te convidar, pois está com saudades de você.

Aquilo tocou meu coração como um fogo ardente, de quem acaba de reascender uma paixão platônica e tem a oportunidade de estar junto de quem tanto fez parte dos seus sonhos.

Fiquei por alguns instantes mudo, mas pensei bem e disse – “desculpe-me, hoje não posso, na outra semana estarei disponível”.

Bom, ela desligou o telefone em silêncio, eu respirei fundo e voltei a estudar.  Estava focado em passar na prova e esse era meu maior objetivo naquele momento.

Mas naquela noite eu ainda lutei contra minha vontade de ligar para ela dizendo que iria. E foi assim, até o relógio tocar meia noite.

Ainda levei um tempo para dormir pensando na oportunidade desperdiçada.

Mergulhei com disciplina nos estudos

Negar o convite doeu em meu coração, mas ao mesmo tempo meus pensamentos me consolavam – valeu apena, aprendi um conteúdo hoje que não sabia para prova.

O certo é que essa dúvida do que aconteceria se tivesse ido, atormentar-mei-ia até sair o gabarito oficial do concurso. Se eu não passasse na prova me arrependeria demais de ter negado o convite.

Assim, nos dias seguintes mergulhei profundamente nos estudos, aproveitando cada momento vago do meu dia.

Eu pensava – depois que passar a prova vou convidá-la para sair, serei um soldado de primeira classe.

Logo, essa foi uma semana muito produtiva de estudo, pois quanto mais eu estudava menos pensava na oportunidade perdida com a 10/10.

Estudei o máximo, até na sexta-feira, a prova seria no domingo na capital (Porto Velho) que fica a 750 km da cidade onde morava (Vilhena).

Depois de mais de 12 horas de viagem, descansei o resto de sábado que tinha, fiz a prova no domingo e para minha surpresa tinha 4 questões referentes ao assunto estudado na segunda-feira.

A mesma segunda que me fez tomar uma das decisões mais difíceis para um coração apaixonado, estava me presenteando com 4 questões na prova.

Quando saiu o resultado oficial fiquei aprovado em 1ª lugar, nos meses seguintes fiquei morando na Base Aérea de Porto Velho (BAPV) para formação obrigatória.

O curso durou 62 dias pura ralação e aprendizado. Mas supurei e consegui mais uma divisa dentro da Força, e nesse meio tempo ela voltou com o namorado.

Ao retornar para casa, passei a fazer mais missões e tive de trancar a faculdade novamente.

Assim, fomos ficando cada vez mais distantes e meu amor platônico se dissipando. Tornando a ser novamente a admiração de amigo.

Meu coração já não disparava mais quando a via ou escutava seu nome. No mais segui em frente estudando para concursos e alcançando novas aprovações.

Disciplina nos estudos

Ser aprovado também é uma escolha

Disciplina nos estudos

Naquela segunda-feira fria poderia ter escolhido alguém para se esquentar. Ao menos eu imaginava isso!

Mas cabeça dela poderia só estar o pensamento de um bom papo e um caldo quente para uma noite fria.

Mesmo relutante, escolhi meu quarto frio, uma vídeo-aula e o afago daquela linda professora online que estava me fazendo entender sintaxe.

Para ser aprovado é necessário fazer escolhas, ou seja, aprender abrir mão de coisas que gostamos muito ou que desejaríamos ter por algum momento.

Deixar de sair naquela noite foi um divisor de águas na minha vida de concurseiro. Essa decisão me encheu de confiança para a prova.

Também, despertou em mim o poder da disciplina e do autocontrole. Senti que poderia resistir a preguiça, o cansaço, a ansiedade e o nervosismo que persegue o concurseiro. 

Durante a semana o foco foi total, direcionei meus pensamentos para a prova que continha 25 questões de português.

Por isso, na última semana aprendi dois assuntos importantes para a prova, e revisei todo o conteúdo que já tinha estudado.

Resolvi provas anteriores, até um pouco, antes de entrar no ônibus com destino a Porto Velho, depois disso, descansei minha mente.

Chegue à capital no sábado de manhã, a prova aconteceria no domingo, então passei o resto do sábado tranquilo.

Andei pela cidade, relaxei no clube dos soldados. E foi dormir cedo. Enquanto isso alguns colegas ficaram no quarto estudando.

No domingo de manhã, antes da prova, lá estavam eles, estudando mais um pouco. Eu cheguei a pensar que estava errado de não estar revisando.

Mas logo relaxei, lembre-me da instrução de um velho amigo, descanse antes da prova, para que na hora você esteja tranquilo.

Dito e feito, essa foi mais uma ótima escolha. Descansar um dia antes da prova. Pois na hora da prova meu cérebro funcionou muito bem, mesmo nervoso.

Essa atitude levei para quase todas as provas seguintes. Logo que me formei no curso de S1, já prestei novo concurso para Cabo e também fui aprovado.

Só que dessa vez em 2ª lugar, mas com uma das melhores médias do Brasil. Foram essas aprovações que me fizeram pegar gosto pelos concursos.

E foi assim, meu caro amigo concurseiro, que o tempo trouxe as aprovações e levou meu amor platônico.

Hoje somos bons amigos, ela é uma excelente mãe e empresária. Mesmo a distância, trocamos figurinhas, pois temos a mesma especialização.

E nada disso foi combinado.  Nós éramos duas pessoas que pensavam muito parecidos. Por isso, ainda que sem se falar direito seguimos caminhos semelhantes.

Deixo aqui minha admiração e respeito pela incrível pessoa que ela se tornou. Que nossa amizade possa transcender a eternidade.

Muito sucesso a ti querida 10/10. E muitíssimo sucesso para você também futuro servidor público que está lendo esse post.

Quer acelerar a sua aprovação em concursos? Então clique no link abaixo e conheça todas as minhas estratégias e técnicas de estudo.

DEPOIS DAS PROVAS DA FAB FUI APROVADO EM MAIS 5 CONCURSOS

CLIQUE AQUI E SAÍBA MAIS SOBRE O MÉTODO ACELERE!!!!!

CLIQUE AQUI E SAÍBA MAIS SOBRE O MÉTODO ACELERE!!!!!

Deixe nos comentários se você também já teve um amor platônico ou teve de abrir mão de algo que queria muito para continuar estudando.

Forte abraço e vamos que vamos!!!!!!!!