Porque Desacelerar nos estudos te leva a aprender melhor?

Desacelerar nos estudos? Como assim Professor? Seu curso se chama Acelere a Sua Aprovação e você diz que é preciso desacelerar?

Desacelerar nos estudos

Você já deve ter escutado ou lido um ditado popular que diz: “É preciso recuar para pegar impulso”.  Isso também vale para os estudos, às vezes é necessário dar alguns passos para trás para desenvolver melhor o conhecimento.

Vixi professor, mas é tanta coisa para estudar que se eu voltar para trás vou me atrasar nos conteúdos. Isso não é ruim?

Não é apenas sobre o conteúdo, precisamos aprender a desacelerar em muitas áreas da nossa vida.

Vivemos em mundo muito agitado, tudo temos que fazer correndo. Temos a sensação de que tudo era para ontem. Sem falar das mil atividades que temos que fazer no dia.  Por isso temos que aprender a desacelerar.

Se você for mulher e mãe, aí que as atividades dobram. OBSERVAÇÃO: Homens sejam verdadeiros parceiros em tudo de vossas esposas.

Eu mesmo demorei bastante para aprender a desacelerar, no entanto isso leva tempo e algum esforço para mudar nossas rotinas.

Mas você deve estar se perguntando – o que tudo isso tem haver com estudar para concursos mesmo professor?

Quando vivemos de forma acelerada acabamos levando essa cultura para o mundo dos concursos também. Assim queremos fazer tudo muito rápido no anseio de estudar todo o conteúdo programático de um edital.

E é nesse ponto que mora uma grande vilã, chamada PRESSA, que consome o tempo e a inteligência do concurseiro.

Eu sei bem que o edital é enorme, sei que quando a gente bate o olho na quantidade de conteúdos que serão cobrados, bate em nós também o senso de urgência para estudar o máximo que pudermos.

Mas calma, pois mesmo em meio a ansiedade diante da grande quantidade de conteúdo e o pouco tempo que resta até o dia prova, é possível encontrar um equilíbrio, venha comigo que vou lhe mostrar como.

Vou te contar agora alguns segredos para diminuir a sua tensão

1 – O motivo de um conteúdo extenso no edital é mesmo para assustar você, além de facilitar para banca a elaboração das questões devido a amplitude dos temas.

2 – É impossível a Banca cobrar em uma prova tudo que ela disse que cobraria no conteúdo programático do edital.

3 – Da mesma forma é impossível você com pouco tempo para estudar conseguir estudar eficientemente todo o conteúdo programático do edital.

Então, uma vez que você sabe que a banca não vai cobrar totalmente o conteúdo do edital, você também pode presumir que não precisar estudar tudo.

Ressalva: Se você tem muito tempo para estudar e está estudando antes do edital ser publicado, aí sim, vale apena estudar todo o edital do concurso.

Pois isso vai te dar uma base muito forte nos conteúdos que também são cobrados em outros certames. Essa é um boa forma de você poder concorrer para cargos semelhantes em outros órgãos.

Agora vem outra dúvida, como saber o QUE ESTUDAR para não ser surpreendido pela banca? Pois seria terrível você se esforçar e no dia da prova não cair quase nada daquilo que estudou.

Mas para sua sorte vou te ensinar a ser mais assertivo(a) no seus estudos. Para isso você terá que aprender a mudar seu foco de concentração por algumas horas.

Assim, você vai desacelerar do conteúdo para pesquisar e entender a psicologia da banca. E para isso você vai baixar provas anteriores do cargo (no máximo 2, não importa a banca) e de cargos semelhantes (Várias provas dos últimos 2 anos, somente da banca que realizará o concurso).

Essas provas vão te ajudar a compreender duas coisas muito importantes:

1 – Entender rastrear os assuntos mais cobrados dentro de cada conteúdo para o cargo que pretende concorrer. As bancas costumam gostar de determinados temas.

2 – Adaptar-se ao estilo de questão que a banca cobra, todas elas têm seu próprio estilo de perguntas. Que as diferem em detalhes uma das outras. E são esses detalhes que fazem total diferença para o candidato bem preparado.

Fazendo isso, você vai direcionar seus esforços para os conteúdos certos. E suas chances de aprovação aumentam consideravelmente. 

Acredito que agora você já percebeu que estudar feito um louco(a) não é a melhor opção. Melhor dizendo, é um esforço desnecessário.

Descobrindo a forma que a banca gosta de elaborar suas questões e quais assuntos que tem 95% de chance de serem novamente cobrados. Você pode agora voltar e estudar os conteúdos de forma eficiente.

Agora, feito o primeiro alicerce da sua estratégia, vamos fortificar a base.

Para construir um conhecimento de forma eficiente é preciso criar uma base forte. E para construir uma base forte é preciso novamente desacelerar.

Você já entendeu que atropelar o conteúdo é uma grande ilusão. Começar com tudo sem prestar atenção nos detalhes, sem filtrar o que realmente é útil, é construir uma base fraquíssima.

Como afirma o Prof. Pier, o conhecimento é como construir um edifício, ou seja, se você errar na estrutura básica ele certamente terá problemas sérios no acabamento.

Sendo repetitivo para você massificar essa ideia. Se estudar de qualquer jeito, terá sérios problemas quando precisar se aprofundar nos conteúdos.

É justamente por essa falta de atenção ou falta de conhecimentos sobre métodos de estudo que muitos concurseiros cometem erros primários em provas.

Assim, erram questões de conteúdos que teoricamente eles sabem, mas não desenvolveram a aplicação prática do mesmo, dessa forma caem com facilidade nas armadilhas da banca, as famosas pegadinhas.

Então, o segredo é começar certo para que lá na frente você não tenha que recomeçar do ZERO de novo em algum ou em todos os conteúdos.

E começar certo é começar sem desespero, sem atropelo e sem loucura. Portanto é preciso ter técnica, é preciso ter estratégia e um bom planejamento.

Agora você já sabe, é preciso desacelerar para fazer bem feito, desacelerar dos conteúdos para construir as estratégias, fazer seu planejamento e aprender técnicas de estudo.

Vou te confessar, no inicio quando decidi diminuir o ritmo nos estudos dos conteúdos do edital para aprender técnicas e estratégias de estudo, pensei que estava perdendo meu tempo.

Por isso resisti um pouco para me dedicar e começar a elaborar minhas estratégias. Mas logo que  apliquei as primeiras técnicas já senti uma grande diferença na hora de responder as questões.

Em 6 meses desacelerados e estudando de forma eficiente, cheguei ao topo, fui o primeiro colocado para Analista do DETRAN-MT/2015.  A concorrência era muito boa 153 para 1 vaga.

Detalhe, ainda não tinha nível superior completo, conclui no mesmo mês que fiz aprova. No dia 3 de julho apresentei meu TCC e no dia 26 de julho estava a 550 km de casa para fazer a prova objetiva do certame.

Mas o resultado não foi apenas fantástico por ter ficado em primeiro lugar, foi pelo fato de não ter pontuação na prova de títulos e mesmo assim ficar em primeiro no resultado final. 

Para você ter uma ideia, a pontuação máxima de títulos era 10 pontos. Fiquei 15 pontos na frente do segundo colocado, mesmo que ele tivesse um Doutorado não me ultrapassaria. 

É por isso que falo, concurso público não é apenas sentar na cadeira e estudar feito louco, é preciso ser estratégico, técnico e mui bem planejado. 

Bom, acredito que você entendeu a importância de estudar da forma correta, de desacelerar para aprender melhor.

Agora é sua vez, coloque em prática e observe as evoluções na hora de responder questões ou quando precisar explicar os conteúdos para alguém.

Também quero te fazer um convite especial, mas só aceite se de fato você está com muita garra para conseguir sua aprovação. Pois quero te levar a se aprofundar nas estratégias e técnicas de estudo que mudaram minha história.

Venha conhecer o Método Acelere a sua Aprovação, esse é o método responsável por minhas aprovações e também das aprovações dos meus alunos.

Clique aqui e mude sua história em provas!

Forte abraço e bons ESTUDOS!

Desacelerar nos estudos vai contribuir com a sua aprovação! Entenda porque desacelerar nos estudos pode te levar a alcançar mais rápido sua aprovação