Como aprender 2,3,4… vezes mais rápido


Gostaria de começar esse post descrevendo como consegui ser aprovado no primeiro concurso que fiz estudando menos de 15 dias. Porém isso não seria verdade, ao contrário dos super-concurseiros, ralei e muito para conseguir minha primeira aprovação. Ué, como assim professor? O título do post é como aprender 2,3,4.. vezes mais rápido, aí você diz que demorou para conseguir passar na sua primeira prova? Está muito confuso isso!

Claro, seria muito mais emocionante e bonito se eu tivesse começado o primeiro parágrafo falando como fui aprovado em 1 lugar para Analista de Trânsito, estudando cerca de 60 dias, média de 3 horas por dia. Uma bela carreira que aqui no MT se comparada com as demais carreiras de Analistas do Estado.

Bom, preferi começar falando a verdade e correr o risco de você sair correndo dessa página logo depois de terminar o primeiro parágrafo. Mas como você chegou até aqui, quer saber realmente como aprender mais rápido. E melhor, entende que esse é um processo que vai mexer com sua área de conforto.

Como disse antes, ralei bastante para conseguir minha primeira aprovação, e graças a Deus não parei na primeira, conseguindo ficar mais 4 vezes dentro do número de vagas.

A boa notícia é que você não precisa sofrer tanto quanto eu sofri.  Pois agora, vou te contar alguns segredos que vão diminuir sua fadiga e tempo na fila da aprovação em concursos públicos.

Então vamos aprender a diferença fundamental que leva alguns a aprovação mais rápida e outros a demorar muito tempo para conseguir a primeira aprovação.

Eu Era Um Concurseiro Aventureiro

Aprender mais rápido

Quando comecei a estudar para concursos, não passava de um aventureiro cheio de energia e disposição, no entanto, toda essa energia e disposição foram se acabando a cada novo obstáculo que encontrava pelo caminho.

Alguns pareciam tão intransponíveis que cheguei a pensar em desistir, só algumas milhares de vezes, sem exagero! Estudar passou a ser um sacrifício, era uma luta constante para manter o foco e por isso cada dia me cobrava mais, além de se sentir desmotivado pela pressão de estudar muito e não ter resultado.

Foi então que percebi uma coisa bem interessante, que há uma diferença grande entre estudar muito e estudar de forma eficiente

Eu apenas estudava muito, não seguia o conselho de Salomão – “Inteligência vence a força”. Como vim de uma infância e adolescência de trabalhos pesados, fiz o mesmo nos estudos, estudava muito, acreditando que empilharia vários lotes de conteúdos na mente, igualmente, os lotes de madeira serrada que empilhava na serraria. 

Esse esforço desproporcional ao estudar fazia com que depois de uma prova a única coisa que eu pensava era descansar, e o pior, esses períodos de descanso passavam a ser tão longos que só voltava a estudar depois que abria um novo edital.

Aí vinha toda aquela maratona absurda de estudo! Além do remorso de ter parado de estudar, agora tinha que correr atrás do tempo perdido! Dentro da minha cabeça era um turbilhão de emoções negativas que me levavam aos dois maiores erros dos concurseiros amadores:

1 – Estudar até a exaustão.

2 – Não ter constância nos estudos.

Como SUPERAR OU EVITAR esses dois erros tão comuns?

Aprender mais rápido

Com a mente fadigada e a falta de constância nos estudos, sempre estava recomeçando quase da estaca ZERO, por isso levei tanto tempo para conseguir minha primeira aprovação em um cargo estadual de nível médio (Assistente Administrativo).

O certo é que você precisa estar em contato constante com as matérias do seu concurso, o concurseiro não pode se dar o luxo de parar de estudar antes de ser aprovado no cargo dos seus sonhos.

Mas professor, todos nós merecemos um período de descanso, se não a gente surta. Sim você está certo (a). Eu penso o mesmo, mas passei muito tempo fazendo isso errado.

Quando abria um edital, minha vida era trabalhar e estudar de domingo a domingo.  Parava para ir nos cultos de domingo à noite, vida social era zerada, depois do culto era voltar para casa, estudar mais um pouco e dormir para acordar uma hora mais cedo, estudar mais um pouco e ir trabalhar.

Aí, você pensa, todo esse esforço e nada de aprovação!? Minha mãe até chegou a pensar que eu estava com algum problema emocional e por isso passava tanto tempo no quarto heheheh. Mas na verdade, só era dedicação FULL.

Agora, fracamente você não precisa abnegar a sua vida para ser aprovado em um cargo público. 

Aprenda uma coisa muito importante que vai mudar sua aprendizagem, aumentará muito seu foco e retenção do conhecimento.

Para manter a constância nos estudos, primeiramente, precisamos superar a exaustão e a fadiga mental, ou seja, estudar de forma eficiente e equilibrada.

Superei a fadiga e a inconsistência, mantendo um compromisso de estudar todos os dias, mesmo que fosse apenas 1 hora ou menos, mas estudaria. Também fiz o compromisso de que o domingo, seria meu dia de presente! No qual no máximo estudava 2 horas revisando conteúdo ou fazendo uma leitura complementar. No resto do dia faria algo que gostasse como almoço em família, futebol com os amigos, etc.

Esses momentos descontraídos ajudaram-me a manter o foco e a energia na semana seguinte, assim, estudar voltou a ser um grande prazer, pois em 30 dias senti que aprendi mais que no ano inteiro.

COMO APRENDER MAIS RÁPIDO?

Como aprender mais rápido?

Agora que você já aprendeu como se livrar do estado de fadiga e inconsistência nos estudos, que causam retrocesso e falta de motivação, vamos para uma sacada de aprendizagem acelerada.

Há alguns dias estava rolando o FEED do Instagram e um título de um vídeo me chamou a atenção: “COMO APRENDER 2 VEZES MAIS RÁPIDO”.  Cliquei para assistir, na verdade era um carrossel de vídeos, com duração de 3 minutos. 

No vídeo, um conhecido empresário do meio digital, fala como evoluiu muito mais rápido nos seus estudos usando uma sacada simples. Tão simples que está à disposição de todos, mas poucos conseguem reconhecer e aproveitar essa sacada.

Existem dois caminhos para você se tornar um profissional excelente em qualquer área ou carreira profissional que você escolher.

O mais legal é que eu vivenciei esses dois caminhos na minha jornada em concursos públicos, demorei para aprender o segundo, porém ele foi o ponto de mudança total na minha vida de concurseiro.

O primeiro caminho é o de se aventurar sozinho, talvez é o que você já esteja seguindo, pois ele consiste em investir tempo e recursos em pesquisas, materiais, cursos preparatórios, entre outras ferramentas típicas do concurseiro iniciante. Fazendo isso sem critérios específicos.

Claramente esse não é o caminho mais rápido, pois quando você entra nessa jornada sozinho está agindo como um aventureiro, que está cheio de empolgação para desvendar a terra desconhecida.

E exploradores inexperientes estão sujeitos a pegar muitos caminhos errados, caem com facilidade em armadilhas, além de levarem mais tempo para decodificarem algumas chaves (bizus de concursos).

O certo é que um aventureiro persistente, vai um dia se tornar um profissional, não importando o tempo que vai levar. Pois a cada novo desafio superado, estará um degrau mais perto da sua conquista.

O Segundo Caminho É O Mais Rápido Para Sua Aprovação

Caminho mais rápido para a sua aprovação

Talvez você esteja pensando, o caminho que vou ter que percorrer para a aprovação em concursos públicos é o Omesmo. E se é o mesmo como pode ser mais curto?

Bom, não é o caminho mais CURTO, mas sim o mais rápido!!!! O esforço será menor e a velocidade bem maior. Como isso é possível? Já te conto nas próximas linhas.

O segundo caminho transforma de imediato o aventureiro em um concurseiro profissional.  Pois esse já não se lança na imensidão dos concursos por conta própria sem calcular os riscos.

Isso se torna mais claro a partir do momento que você busca orientação com um mentor que no mundo dos concursos seria um concurseiro experiente e aprovado no cargo dos seus sonhos ou em vários concursos públicos.

Ele já conhece o caminho e sabe bem como caminhar melhor e mais rápido.

Sendo mentorado (a) você passa a levar consigo, na jornada da aprovação, ferramentas testadas e aprimoradas por um concurseiro aprovado e experiente na área.  Sabendo exatamente para que servem e como e quando usá-las.

Um concurseiro de sucesso, antes de começar a estudar, planeja, define qual é o cargo ou degrau que vai alcançar, seleciona os conteúdos e estuda profundamente o caminho e o inimigo (banca examinadora) que terá que vencer.

Assim um SERVIDOR que já passou no cargo que você deseja pode te mostrar com mais clareza o caminho. 

Por isso, recomendo que se você está seguindo por conta, busque imediatamente um bom mentor. E como encontra-lo? Vou listar algumas características para definir se é ou não um bom mentor para o seu concurso.

Não Serve Para Ser SEU Mentor

Mentor para Concursos Públicos

Vejo uma chuva de MENTORES de concurseiros que de fato nunca fizeram uma prova. Imagina só, a pessoa conhece o mapa do caminho, mas não conhece o cominho em si. Sua imagem do caminho é bastante superficial você não acha?

Se você já está estudando para concursos há algum tempo, sabe tão bem quanto eu, que na hora de colocar o conhecimento em prática é que aprimoramos as teorias da aprendizagem.  Ou seja, descobrimos se uma técnica está funcionando ou não para a retenção do conteúdo estudado.

Um mentor que nunca fez uma prova de concurso valendo, não passou pela experiencia de testar o conhecimento na prática. Por isso, escolha alguém que estudou e foi aprovada/aprovado ou continua estudando para concursos.

Também, corra longe daqueles que mostram só o lado bom da coisa, aquele que coloca-se como o mestre dos mestres e que a única forma de passar é fazendo exatamente o que ele fez, usando os mesmo materiais, etc.

Outrossim, aquele concursados que dizem nunca ter dificuldade em nada e que só mostram o sucesso, é um tipo bem perigoso para você buscar orientações, pois eles vão colocar a sua motivação em estado de utopia ou em declínio total.

Mentor IDEAL Para Concurseiros

Mentor ideal para concurseiros. Como aprender mais rápido?

Ele deve ser aprovado no cargo que você deseja passar, de preferência, nas primeiras posições.  Ou também, ser aprovado em vários concursos públicos, mesmo que sejam em cargos e áreas diferentes.

Deve ser sincero quanto ao processo que o levou as suas aprovações. E isso inclui também alguns fracassos, nem sempre em provas, mas no planejamento entre outras dificuldades típicas de todos os concurseiros.

Um verdadeiro mentor vai te ajudar a preparar o caminho, vai te ensinar a caminhar e se precaver das possíveis barreiras que encontrará. Mas acima de tudo ele vai te ensinar a caminhar no seu ritmo, que pode ser muito mais rápido que o dele. Ele também, vai te ajudar a ser um autodidata.

A escolha é sua!

Você pode escolher continuar desbravando o caminho sozinho, e entre erros e acertos ir construindo a sua escada da aprovação. Ou escolher, e considero a escolha mais inteligente, aprender com um mentor. 

Eu levei quase dois anos para seguir realmente os ensinamentos de um mentor, por isso ralei tanto. Mas a gente acaba aprendendo, eu tive meus mentores e isso me ajudou a ser aprovado é por isso que hoje além de mentorar, recomendo a mentoria para você que está começando ou há muto tenta e nada de aprovação.

Acredite, um bom mentor vai te ajudar a caminhar 2,3,4… vezes mais rápido.

Forte abraço e Bons estudos!!!