Você é louco ou é apenas mais um concurseiro?

Fiquei um tempo refletindo sobre a frase do Heinrich Reine, poeta romântico Alemão. O que ele quis dizer com: “Normalmente ele era insano, mas tinha momentos lúcidos quando era meramente estúpido”.  Eis que lembrei da minha adolescência.

Era considerado estranho (louco) por meus familiares, pois tinha mania de ler aos domingos, ao invés de ficar nas rodas de tereré com meus amigos, às vezes, participava de alguma rodada para me parecer normal, mesmo me sentindo um estúpido por entrar nas conversas que não me agradavam em nada. O que isso tem a ver com a frase do poeta citado?

Explicação de “Normalmente ele era insano”: Somos considerados ou consideramos loucos aqueles que fogem do padrão do grupo. Freud, Einstein e Edison foram considerados insanos em alguma parte de suas vidas, rejeitados por muitos! Mas eles não mudaram continuaram na sua loucura.

Alguns anos depois passaram a ser reconhecidos no mundo inteiro por seus feitos: Freud é considerado o pai da psicanálise; Einstein revolucionou a física e Edison patenteou várias invenções, como por exemplo a lâmpada elétrica Incandescente. Eles eram fora do padrão, sonhavam muito grande, seus sonhos pareciam de outra dimensão, assim eram tarjados de loucos.

Einstein foi rejeitado na escola e, aos 30 anos, era considerado um incompetente por seu próprio pai. Talvez você também seja louco, pois, os loucos arriscam mais, se dedicam mais, acreditam muito mais, sabem no fundo que podem voar mais alto, inovar ou se reinventar.

Portanto não tenha medo de sonhar, mesmo que seu sonho seja uma utopia para a realidade dos outros. Einstein disse que a “imaginação é mais importante que o conhecimento”. Concordo com ele, o conhecimento surge da imaginação.

Quantos sonhos sera que Santos Dumont teve voando andes de decolar com o 14-bis? Na época era considerado impossível voar com asas fixas, mas ele chocou o mundo ao fazer o primeiro vou; causou uma revolução no transporte aéreo; contribuiu para acelerar o processo de globalização.

Explicação de “mas tinha momentos lúcidos quando era meramente estúpido”. Maior exemplo de parecer estupido foi Galileu Galilei, sim ele negou seu conhecimento para não ser morto. Era considerado bruxo pelos líderes da igreja, na idade média.

Quando li isso na história dele fiquei pensando: “que covarde!” Mas ele foi muito é esperto, viveu para continuar pesquisando e provar para o mundo que a Terra não era o centro do universo, que ela não tinha um abismo sem fim, e que o planeta era redondo como uma bola.

Todas essas coisas que hoje são normais para nós, assustou a sociedade da época.  Aprendi com Galileu que existem momentos que devemos nos parecer lúcidos para a sociedade, mesmo sendo uma estupides.

Pois existem pessoas que nunca vão entender os seus sonhos, talvez até entendam, mas não acreditam no seu potencial (essas pessoas nunca tiveram coragem de ariscar, então é normal que não tenham fé). Seja diferente e faça a diferença que tanto sonha.

“Não tenha medo da sua loucura. Ela te faz acreditar em coisas que para muitos é impossível”. (Gabriel Goffi).